Gripe suína muda hábitos de higiene em São Paulo

Pesquisa revela que a principal medida adotada foi a lavagem frequente das mãos

AE,

12 Setembro 2009 | 16h43

Uma pesquisa telefônica aponta que 67% dos paulistas mudaram seus hábitos de higiene e saúde em razão da epidemia do vírus Influenza A (H1N1), conhecido como gripe suína.

 

Veja também:

linkVacina contra gripe suína começa a ser produzida em janeiro

 

De acordo com a Secretaria de Saúde de São Paulo, mil pessoas foram ouvidas na pesquisa. O levantamento mostra que a principal medida adotada foi a lavagem frequente das mãos.

 

Setenta e dois por cento das pessoas afirmaram que estão evitando aglomerações em locais fechados e 50% dos que alteraram seus hábitos passaram a utilizar álcool em gel como medida de higiene. Já 45% informaram que não mais apertam a mão de outras pessoas para cumprimentá-las

 

Metade dos entrevistados acredita que em São Paulo a epidemia de gripe já atingiu o ponto mais crítico e vai recuar a partir de agora. A pesquisa também mostrou que 38% das pessoas não têm medo da doença, 31% estão com pouco medo e 30%, com muito.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína higiene São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.