Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Interior chega a ter 10 vezes mais dengue que SP, diz Haddad

Segundo prefeito, capital está com 46 casos da doença por 100 mil habitantes, enquanto Campinas, por exemplo, tem 400 notificações

Juliana Diógenes, O Estado de S. Paulo

12 Março 2015 | 14h45

SÃO PAULO - O prefeito Fernando Haddad (PT) disse nesta quinta-feira, 12, que a situação da dengue na capital não se compara ao interior do Estado. Segundo ele, São Paulo está com 46 casos da doença por 100 mil habitantes, enquanto em cidades como Campinas, no interior, o número chega a 400.

"Nós começamos o trabalho contra a dengue em outubro. Entendo que é por isso que os indicadores de São Paulo estão melhores do que os do interior", afirmou.

Para o prefeito, o risco de aumento no número de casos na capital está relacionado à carga dos caminhões vindos do interior, que entram em São Paulo pelas estradas da zona norte. A região é uma das áreas mais afetadas pela dengue, principalmente os distritos vizinhos às Rodovias Fernão Dias, Anhanguera e Bandeirantes, que ligam o interior à capital.

De acordo com a Prefeitura, caminhões que seguem de diversas localidades rumo a São Paulo podem ser criadouros do mosquito Aedes aegypt

Segundo Haddad, a Prefeitura tem intensificado o trabalho na região, com equipes concentradas nos locais com alta incidência de casos da doença. "Não sou eu que estou dizendo, é o ministro da Saúde (Arthur Chioro), que esteve aqui na semana passada e disse que São Paulo capital fez um grande trabalho para coibir a proliferação do mosquito."

Balanço. Até agora, foram registrados no Brasil 224,1 mil casos de dengue em 2015, um aumento de 162% em comparação a igual período do ano passado (85,4 mil casos). Em 2013, tinham sido confirmados 425,1 mil casos.

São Paulo é o Estado que apresenta o maior número de casos e de mortes. Foram confirmados 35 óbitos (o equivalente a 67% do que foi registrado em todo o País) e 123.738 pessoas infectadas pelo vírus. A incidência da doença (casos por 100 mil habitantes) é de 281 - muito superior aos 35,4 apresentados ano passado e a terceira maior do País. Acre, o campeão, tem 695,4 casos por cada 100 mil habitantes e Goiás, com 401 por 100 mil.

Mais conteúdo sobre:
Dengue São Paulo Campinas Fernando Haddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.