Interior confirma mais 2 mortes por gripe suína; são 52 em SP

Campinas e Guaratinguetá informaram uma vítima cada uma do vírus A (H1N1) nesta quarta-feira

Fabiana Marchezi, Central de Notícias,

05 Agosto 2009 | 12h33

Mais duas mortes causadas por gripe suína foram confirmadas nesta quarta-feira, 5, no interior de São Paulo. Campinas e Guaratinguetá informaram uma morte cada uma por conta do vírus A (H1N1). Com isso, sobe para 52 o número de vítimas da gripe suína no Estado de São Paulo. Em Campinas, já são 7 vítimas, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde.

 

Veja também:

link Campinas adia novamente retorno às aulas por conta da gripe  

 

Em Campinas, a vítima é uma mulher de 32 anos que morreu dia 30 de julho, logo após receber atendimento em um hospital público. Ela apresentava outras doenças que comprometiam seu sistema imunológico. A doença foi constatada pelo laboratório Adolfo Lutz, em São Paulo. Também nesta quarta, foram confirmados outros 11 casos e um surto em um serviço de saúde, com cinco casos.

 

Com os novos casos, chega a 114 o número de casos detectados da doença na cidade. Destes, três são referentes a um surto em uma creche e cinco são do surto do serviço de saúde confirmado nesta quarta. Ainda estão sob investigação outros cinco óbitos suspeitos de Doença Respiratória Aguda Grave (SRAG) e outros seis surtos.

 

Dos 114 casos registrados na cidade, 104 foram confirmados por exames laboratoriais e dez por critério clínico-epidemiológico. A análise epidemiológica realizada até o momento indica que a faixa etária mais acometida tanto pelo vírus influenza A quanto pelo vírus da gripe sazonal é a de 20 a 49 anos (75 casos, o que equivale a 65%). Do total de casos, 47 são em homens (42%) e 62 em mulheres (58%). Cinco casos ainda estão sendo analisados quanto ao sexo e faixa etária.

 

Guaratinguetá

 

Na cidade do Vale do Paraíba, a vítima foi um menino de 7 anos. Ele morreu no dia 27 de julho. Outros três casos foram confirmados na cidade. Todos os pacientes concluíram o tratamento e passam bem.

 

Outros dois casos estão sob investigação e 32 já foram descartados para a doença - três por exames laboratoriais e 29 por diagnóstico de outra doença, durante monitoramento domiciliar.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína vírus A (H1N1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.