Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Interior de SP confirma 6 novas mortes por H1N1 em um dia

Casos ocorreram nesta quarta-feira em Limeira, Tatuí e Bauru, sendo a maior parte das vítimas pertencente ao grupo de risco; vacinação continua até dia 31 no Estado

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

26 Maio 2016 | 16h15

SOROCABA – Em apenas um dia, nesta quarta-feira (25), municípios do interior de São Paulo confirmaram seis novas mortes pela gripe H1N1. A maior parte dos óbitos atingiu pessoas do grupo de risco, público-alvo da campanha de vacinação que foi prorrogada até o dia 31 deste mês no Estado. Três mortes foram confirmadas pela Vigilância Epidemiológica de Limeira e duas das vítimas estavam incluídas no grupo de risco. Não foi informado se elas tinham recebido a vacina. A cidade soma agora quatro mortes confirmadas e outros três em investigação.

Em Tatuí, um idoso de 68 anos morreu após ficar internado na Santa Casa. É a primeira morte pela H1N1 na cidade. Itapetininga confirmou a quinta morte na cidade. A vítima, uma mulher de 58 anos portadora de cardiopatia e outras doenças crônicas, não resistiu às complicações decorrentes da gripe. Outra morte, de uma paciente de 41 anos, foi confirmada pela Secretaria de Saúde de Bauru. A vítima estava internada no Hospital Estadual – é a terceira morte pelo vírus este ano na cidade.

São consideradas parte do grupo de risco: crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, puérperas, trabalhador de saúde, povos indígenas, indivíduos com 60 anos ou mais de idade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis. A vacinação em pacientes com doenças crônicas necessita de prescrição médica, especificando o motivo da indicação da vacina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.