Líder druida perde caso contra exumação em Stonehenge

Ele queria que restos mortais de 5 mil anos fossem retornados ao local

BBC Brasil, BBC

23 Agosto 2011 | 15h36

 

O líder druida King Arthur Pendragon perdeu nesta terça-feira seu processo na Justiça britânica contra arqueólogos da Universidade de Sheffield.

Ele queria que os cientistas devolvessem restos mortais de quase 50 corpos, exumados em 2008 e datados de cerca de 5 mil anos.

O ex-militar, que trocou legalmente seu nome, defende que os corpos permaneçam onde foram enterrados e diz temer que eles nunca sejam retornados.

Os estudiosos vão poder estudar os restos até o ano de 2015.

 

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
ciencia druida stonehenge sheffield

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.