Epitácio Pessoa/AE
Epitácio Pessoa/AE

Lula diz que País terá 3,8 mil novas ambulâncias até o fim do ano

Presidente diz que ambulâncias vão beneficiar 165 milhões de pessoas em 4 mil municípios

Agência Brasil

29 Março 2010 | 10h13

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva manteve nesta segunda-feira, 29, o compromisso de entregar 3,8 mil ambulâncias até o final deste ano. Os veículos, segundo ele, vão beneficiar 165 milhões de pessoas em 4 mil municípios. Atualmente, 1.234 cidades contam com o serviço, que atende 130 milhões de pessoas.

 

"Algumas (ambulâncias) vão estar tão bem equipadas que, se um cidadão passar mal, o primeiro exame, por exemplo, cardíaco, será feito na ambulância e será passado diretamente para um hospital especialista para dar um diagnóstico imediatamente. Isso vai salvar muitas vidas no Brasil", disse, em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente.

 

Na semana passada, 650 veículos foram entregues. O custo, de acordo com o Ministério da Saúde, foi de R$ 75,8 milhões. Segundo a pasta, estados e municípios vão receber R$ 97,5 milhões por ano para a manutenção do serviço. Atualmente, 1.488 ambulâncias estão em uso em todo o país.

 

Lula lembrou que as ambulâncias vão se somar a 500 unidades de pronto atendimento (Upas) também prometidas pelo governo federal. A expectativa é que o atendimento seja feito 24 horas por dias com leito hospitalar garantido. "Vamos aperfeiçoar e muito o sistema de atendimento ao povo brasileiro", afirmou o presidente.

Mais conteúdo sobre:
ambulancias Lula saude

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.