Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Mais de 4 mil são vacinados contra febre amarela em 1º dia de mutirão na zona norte

Vacina foi aplicada após morte de macaco com a doença no Horto Florestal; dois novos postos serão abertos para imunização nesta segunda

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

22 Outubro 2017 | 16h51

SÃO PAULO - No primeiro dia do mutirão de vacinação contra a febre amarela para moradores do entorno do Horto Florestal, na zona norte, 4.126 pessoas receberam imunização contra a doença.

A vacinação foi realizada neste sábado, 21, um dia após a confirmação de que um macaco encontrado morto no parque estava infectado pelo vírus, transmitido pelos mosquitos haemagogus e sabethes.

+++ Horto Florestal é fechado após macaco morto com febre amarela ser achado

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, a vacinação foi realizada em parceria com o Governo do Estado em um posto volante instalado na associação do bairro, na UBS Horto Florestal e na UBS/AMA Jardim Peri.

A partir desta segunda-feira, 23, os moradores também poderão se vacinar nas UBSs Vila Dionísia e Mariquinha Sciascia. A vacinação será das 8h às 17h.

A secretaria informou que não há nenhum registro de febre amarela silvestre contraída na própria capital neste ano, mas foram contabilizados 12 casos importados da doença. A vacina não é indicada para gestantes, mulheres que estão amamentando, crianças até os 6 meses e pessoas imunodeprimidas, como pacientes com câncer.

Mais conteúdo sobre:
febre amarela Vacinação Horto Florestal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.