FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Mais duas cidades de SP decretam emergência por causa da dengue

Com Tanabi e Neves Paulista já são nove os municípios a reconhecerem gravidade da epidemia que se alastra pelo interior 

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

04 Fevereiro 2015 | 19h48

SOROCABA - As prefeituras de Tanabi e Neves Paulista, na região de São José do Rio Preto, decretaram estado de emergência nesta quarta-feira, 4, em razão do elevado número de casos de dengue. Com isso, já são pelo menos nove os municípios a reconhecerem a gravidade da epidemia que se alastra pelo interior. Dez mortes em cinco municípios foram atribuídas à dengue desde o início deste ano, mas ainda aguardam a confirmação da causa por exames de laboratório.

Em Catanduva, primeira cidade a decretar emergência, além de 873 casos confirmados, mais de mil pacientes aguardam o resultado de exames. Os postos de saúde atendem mais de cem pessoas por dia com suspeita da doença. Guararapes, cidade de 30 mil habitantes, tem 731 casos confirmados e 1,4 mil suspeitos - três mortes foram atribuídas à doença. As cidades mais afetadas ficam nas regiões noroeste e norte do Estado. Ubirajara, na região de Bauru, decretou estado de calamidade pública.

Em Sorocaba, no sudoeste paulista, o número de casos confirmados em pouco mais de um mês, este ano, chegou a 864 e já é o dobro do total do ano passado. As unidades de saúde estão lotadas e, por causa da grande demanda, o exame de sangue para sorologia - uma rotina do atendimento - foi suspenso e será feito por amostragem. As outras cidades em estado de emergência são Paraguaçu Paulista, Limeira, Penápolis.

Mais conteúdo sobre:
dengue São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.