Maringá registra 20 novos casos de dengue em 45 dias

Secretário de saúde atribui alta de casos no inverno a mudança no comportamento do mosquito

01 Julho 2009 | 16h50

A Secretaria da Saúde de Maringá, no Paraná, informa que foram registrados 20 novos casos de dengue clássica no município nos últimos 45 dias, somando um total de 51 casos desde o início do ano. Para o Secretário Municipal de Saúde, Antônio Carlos Nardi, esses dados mostram que o mosquito causador da doença - o  Aedes aegypti - ficou mais resistente e está ativo também no inverno.

 

Especial: o avanço da dengue

 

 "Há cinco anos, não acusávamos casos de dengue confirmados nos meses de junho, julho e agosto. Hoje tem acontecido, pela mudança de comportamento do vetor", afirmou o secretário. 

 

Segundo ele, só no bairro de  Vila Esperança, foram confirmados 7 casos  de dengue nos últimos 40 dias. O secretário destacou que a prefeitura, as entidades de classe e as igrejas estão atuantes e em campanha para adotar estratégias de combate à doença.

 

"Agora, cabe à   população combater o mosquito e acabar com a água parada, onde o mosquito se propaga. Mas como não tem mais se falado na doença, o problemas cai no esquecimento. Por isso, estamos em campanha. Para deixar o alerta de que a dengue não acabou, mas está sobre controle. A ideia é evitar que surjam novos casos pela  acomodação da população", explicou  Nardi. 

 

A prefeitura informa que concentrará a campanha de combate à dengue no bairro de Vila Esperança, onde há um índice alto de locais infestados (de 3% a 4%) e descuido da população em relação a objetos que permanecem com água parada facilitando a proliferação dos mosquitos.

Mais conteúdo sobre:
dengue paraná

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.