Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Médico recebe por parto valor de uma mensalidade na academia

Classe médica reclama de baixos repasses por parte das operadoras de saúde; representante dos planos alega que reajustes são feitos com regularidade

Wanise Martinez , O Estado de S.Paulo

06 Setembro 2012 | 08h32

Os baixos valores repassados pelas operadoras por consultas, procedimentos e exames estão no centro das reivindicações dos médicos que interrompem o atendimento eletivo aos planos de saúde nesta quinta-feira, 6. 

 

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabelece um teto, mas não impõe uma regulamentação - os valores dependem de negociação direta entre a classe médica e os planos de saúde.

 

Segundo a Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge), a remuneração é variável e depende das particularidades de cada plano - os valores estão associados ao número de vidas cobertas no plano, ao tipo de plano e de cobertura, entre outros fatores. Por isso, alguns planos pagam mais e outros menos pelo mesmo procedimento ou consulta.

 

De acordo com a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), representante de 15 grupos de operadores de saúde, "os reajustes para procedimentos e consultas são feitos com regularidade, com índices sempre acima da inflação e também do índice praticado pela ANS".

 

Abaixo, alguns exemplos de valores repassados pelas operadoras por procedimentos. Vale ressaltar que são valores médios. Dependendo do plano, o repasse pode ser maior ou menor. 

 

  

COMPARE OS HONORÁRIOS PAGOS AOS MÉDICOS

O que pode ser comprado* com o valor de alguns procedimentos** 

 

 

link Biópsia incisional (retirada de lesão dermatológica, como pintas): R$ 8,17 

Recarga mínima de celular da Vivo (R$ 8,00)

 

link Exame cardiológico eletrocardiograma: R$ 10,00 

Revista semanal Carta Capital (R$ 9,90)

 

link Raio X dos seios da face: R$ 24,75 

Entrada inteira de cinema no Shopping Bourbon, de 6ª a domingo e feriado (R$ 24,00)

 

link Ultrassonografia do abdome inferior feminino (bexiga, útero, ovário e anexos): R$ 33,52 

Pedicure na rede de cabeleireiros Soho (R$ 32,00)

 

link Ultrassonografia Obstétrica: R$ 43,32 

Jantar no Restaurant Week (R$ 43,90) 

 

link Consulta ambulatorial: R$ 45,00 

Lavagem de carro grande completa na rede Dry Dream (R$ 40,00)

 

link Teste ergométrico: R$ 45,00 

Pizza giga de mussarela de búfala na rede Domino's (45,90)

 

link Exame holter 24 horas (aparelho que monitora o ritmo cardíaco durante um dia inteiro): R$ 60,00 

Três combos Big Tasty + três casquinhas na rede Mc Donald's (R$ 58,50)

 

link Retirada de amígdala: R$ 75,00 a R$ 90,00 

Corte de cabelo feminino na rede MGet (R$ 80,00 + R$ 15,00 da lavagem)

 

link Retirada de útero: R$ 136,50 

Passagem de ônibus São Paulo - Brasília pela Viação Real Expresso (R$ 140,41)

 

link Parto: R$ 300,00 

Mensalidade em plano trimestral na academia Runner (R$ 309,00)

 

*Valores médios pesquisados em São Paulo

**Valores médios pagos pelas operadoras de saúde aos médicos, segundo informações da Associação Paulista de Medicina (APM)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.