Marcos Santos / USP Imagens
Marcos Santos / USP Imagens

Médicos da Santa Casa de SP participam de ação preventiva para conter o câncer de pele

Iniciativa contará com consulta e exame mais detalhado

O Estado de S.Paulo

30 Novembro 2017 | 14h27

Em iniciativa para combater o câncer de pele, a Santa Casa de São Paulo reunirá neste sábado, 2, das 9h às 15h, 40 médicos voluntários. No local, os profissionais prestarão esclarecimento e aconselhamento sobre a importância de adotar medidas preventivas para conter a doença.

A ação, que contará com consulta e exame mais detalhado, como a realização de biópsia, caso necessário, faz parte da 18ª Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele.

+++ 'Aedes do Bem' são liberados em cidade de MG

A instituição será um dos postos de atendimento disponíveis durante a campanha promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. 

De acordo com o especialista em dermatologia da Santa Casa, Dr. Marcus Maia, quando os pacientes participam de iniciativas de conscientização, descobre-se uma média de 8% de pessoas possuem a doença e não sabem. 

+++ Mortes de bebês e abortos por sífilis no Brasil triplicam em dez anos

"Aqui na instituição, de todos os atendimentos de dermatologia que recebemos diariamente cerca de 7,8% são de câncer da pele. Infelizmente, por falta de informação ao chegarem no hospital o quadro já está tão avançado que nada mais pode ser feito".  

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer são registrados, todos os anos, cerca de 176 mil novos casos de câncer da pele no Brasil. 

O exame preventivo é recomendado para:

- familiares que tiveram câncer da pele;

- muitas pintas pelo corpo;

- cabelos e/ou olhos claros;

- sardas no rosto e/ou ombros;

- já teve câncer da pele;

- ferida que não cicatriza;

- pinta que apresenta crescimento;

- pele clara que não consegue bronzear;

- idade acima de 65 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.