Reuters
Reuters

Michelle Obama recebe crianças ganhadoras de concurso de receitas

Convidados participaram de um concurso para criar cardápios para a hora do almoço que fossem saudáveis e ao mesmo tempo econômicos

Efe,

20 Agosto 2012 | 15h40

 A primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, recebe nesta segunda-feira, 20, 54 crianças na Casa Branca ganhadoras de um concurso de receitas saudáveis, às quais oferecerá uma saudável "jantar de Estado".

A primeira-dama convidou para um almoço as crianças de idades entre oito e 12 anos de todo o país.

Estes distintos convidados participaram de um concurso convocado em maio passado para criar cardápios para a hora do almoço que fossem saudáveis e ao mesmo tempo econômicos.

A iniciativa foi criada em apoio à campanha "LeT's Move" da primeira-dama, destinada a lutar contra os problemas de obesidade que afetam as crianças americanas.

Michelle receberá as crianças que viajarão com seus pais à capital americana e dirá algumas palavras antes de visitar a horta que ela própria plantou assim que chegou à Casa Branca em 2009.

As receitas vencedoras foram selecionadas por um júri de especialistas em gastronomia e nutrição, entre os quais estava um dos cozinheiros da Casa Branca.

 

Conheça uma das receitas premiadas:

 

(Receita de Aidan Gould, de 12 anos, do Colorado)

 

Salada arco-íris com feijão, hortelã e limão

 

Serve 6 porções

Ingredientes

2 latas  (425,25 grs) de feijão preto, lavado e escorrido

6 cenouras raladas

3 tomates picados

1 pimentão amarelo cortado em fatias

1/4 de repolho roxo, fatiado finamente (cerca de 3 e 1/2 xícaras)

1  xícara de hortelã fresca picada

Raspas e suco de 3 limões

1/4 de xícara de óleo de oliva

Sal

Modo de Preparo

Numa tijela, coloque o feijão, as cenouras, tomates, pimentão o repolho roxo e a hortelã. Misture bem.

Numa tigela pequena, coloque as raspas de limão, o suco de limão e o óleo de oliva. Sal a gosto.

Adicione este  molho à salada e mexa bem para ele envolver todos os ingredientes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.