EFE / Antonio Lacerda
EFE / Antonio Lacerda

Microcefalia atinge bebês de 10% das grávidas infectadas por zika nos EUA

Estudo foi divulgado nesta terça pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças

O Estado de S.Paulo

04 Abril 2017 | 23h44

Cerca de 10% das mulheres grávidas infectadas com o vírus da zika nos Estados Unidos, em 2016, tiveram filhos com microcefalia, conforme estudo divulgado nesta terça-feira, 4, pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

O levantamento analisou um grupo de 250 mulheres infectadas com o vírus. Entre elas, 24 deram à luz um feto com problemas de má-formação cerebral. “O zika continua sendo uma ameaça para todas as grávidas nos Unidos”, diz Anne Schuchat, diretora interina do CDC. 

Brasil. Até o dia 15 de março, o Brasil teve a confirmação de 165 casos de microcefalia possivelmente relacionados ao zika, conforme balanço desta terça. Ao todo, houve 541 novas notificações de casos neste ano. /AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Mais conteúdo sobre:
Estados Unidos Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.