Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Mortes com suspeita de dengue no interior do Estado chegam a 16

Mulher de 35 anos morre após ser acometida por dengue hemorrágica em Tanabi; quatro casos ocorreram em Catanduva

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

14 Fevereiro 2015 | 15h08

SOROCABA – Uma mulher de 35 anos morreu, sexta-feira (13), após ser acometida por dengue hemorrágica em Tanabi, na região noroeste do Estado de São Paulo. Agora já são 16 as mortes atribuídas à dengue, este ano, no Estado. Quatro mortes ocorreram em Catanduva, cidade que enfrenta epidemia com mais de 1,5 mil casos positivos. Outros três óbitos foram registrados em Guararapes, onde 1,3 mil pessoas já tiveram a doença.

Sorocaba também investiga três mortes em que os pacientes apresentaram sintomas da doença. Em Marília, duas pessoas morreram com diagnóstico de dengue. Também houve mortes em Limeira, Lins e Rubiácea. Inicialmente concentrada na região noroeste do Estado, a doença já se espalhou e atinge quase todo o interior. Pelo menos 13 cidades já decretaram estado de emergência em razão do alto número de casos de dengue. Alguns municípios suspenderam o Carnaval. Nas cidades em que a festa vai acontecer, postos de saúde estarão de plantão para atender pessoas com sintomas.

Mais conteúdo sobre:
Saúde dengue interior Sorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.