Mortes por diabete crescem 10% em 11 anos no Brasil

Números vão no caminho contrário de outras doenças crônicas, que apresentam tendência de queda

Agência Brasil,

14 Dezembro 2010 | 11h55

A diabete está matando mais no Brasil. De 1996 a 2007, as mortes causadas pela doença cresceram 10%. Com esse aumento, as mortes passaram de 30 para 33 por grupo de 100 mil habitantes no período, como constatou o Saúde Brasil 2009, estudo anual do Ministério da Saúde.

 

Veja também:

linkPesquisa mostra redução nas taxas de mortalidade materna e infantil

linkTemporão diz que vai entregar a Dilma plano contra 'epidemia de obesidade'

link Mortes causadas por doenças crônicas diminuem 17% entre 1996 e 2007

linkPesquisa revela que cesarianas aumentaram quase 10% de 2000 a 2007

 

Os números vão no caminho contrário de outras doenças crônicas não transmissíveis, que apresentam tendência de queda. O estudo do ministério apontou redução de 17% nas mortes causadas por doenças crônicas, que fez mais de 705 mil vítimas somente em 2007. A queda foi de 569 para 475 óbitos por 100 mil pessoas.

 

A maior redução foi identificada nos problemas respiratórios, como enfisema e asma, 33%. As mortes por doenças cardiovasculares apresentaram queda de 26%. Para o governo federal, o crescimento das mortes por diabete tipo 2, a mais comum, está relacionado ao sobrepeso na maior parte da população. Dados de vigilância em saúde do ministério, divulgados este ano, revelaram que quase metade dos brasileiros está acima do peso. A incidência da obesidade na população subiu de 11,4%, em 2006, para 13,9%, em 2008.

 

A publicação Saúde Brasil identificou grande prevalência das mortes por diabete na Região Nordeste. Em Alagoas, por exemplo, a média foi de 56 mortes por 100 mil habitantes no ano de 2007, contra proporção de 26 por 100 mil, no estado de São Paulo.

 

Em 2007, as doenças crônicas responderam por 67,3% das mortes, sendo 29,4% as cardiovasculares e 15,1%, os cânceres. Em quarto lugar, está a diabete com 4,6%.

Mais conteúdo sobre:
Saúde Brasil 2009 diabete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.