Centro de controle de enfermidades/Divulgação
Centro de controle de enfermidades/Divulgação

Mortes por gripe aviária na China somam 79 em janeiro

Número é o mais alto para o mês em ao menos três anos; autoridades intensificaram fiscalizações sanitárias

O Estado de S.Paulo

16 Fevereiro 2017 | 04h41

PEQUIM - Um surto de gripe aviária matou 79 pessoas na China durante janeiro, o mais alto número mensal de vítimas do vírus H7N9 em ao menos três anos, disse a autoridade nacional de saúde.

Mais de 250 casos de gripe H7N9 foram reportados à Comissão Nacional de Saúde e Planificação Familiar por 16 províncias e regiões.

A imprensa estatal informou que a maioria dos casos de pessoas doentes foram reportados no entorno das cidades de Shanghai e Hong Kong. O surto se espalhou para países vizinhos, como Taiwan.

O último surto forte de H7N9 na China ocorreu em 2013, quando mais de 40 pessoas morreram. A indústria avícola do país também foi afetada.

As autoridades locais têm fechado alguns mercados de aves e intensificaram as fiscalizações. Em Guangzhou, a terceira maior cidade da China, foram encontrados mais de 30% das granjas contaminadas com o vírus H7N9. / AP

 

Mais conteúdo sobre:
PEQUIM China Hong Kong Taiwan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.