Nasa seleciona três novos projetos de exploração espacial

Agência espacial americana poderá, até 2016, investigar o interior de Marte, estudar um mar extraterrestre de uma das luas de Saturno ou analisar detalhes da superfície do núcleo de um cometa

Efe,

06 Maio 2011 | 10h26

 

WASHINGTON - A Nasa selecionou três projetos dos quais escolherá um para levar a cabo em 2016, que vão desde uma missão para investigar o interior de Marte pela primeira vez, estudar um mar extraterrestre de uma das luas de Saturno ou analisar detalhes da superfície do núcleo de um cometa.

 

Veja também:

linkCongressistas americanos propõem retorno à Lua até 2022

linkCientistas testam missão tripulada para Marte no sul da Espanha

link Nasa seleciona 4 empresas para desenvolver transporte espacial

link Marte se esfria duas vezes mais devagar que a Terra

linkAtmosfera de Marte teria sido mais densa e contido água

 

Cada equipe de investigação receberá US$ 3 milhões para desenvolver o conceito da missão e o desenvolvimento dos estudos preliminares e análise do projeto.A Nasa então fará outra revisão dos trabalhos conceituais em 2012 e selecionará um para concentrar os esforços dos pesquisadores em seu desenvolvimento para realizar a missão.

 

A missão tem de ter custo máximo de US$ 425 milhões, sem incluir o veículo com o qual será feito o lançamento dos instrumentos desenvolvidos para ela. A agência espacial recebeu as propostas em junho de 2010 e um painel de cientistas e engenheiros revisaram os 28 projetos recebidos dentro de seu programa Discovery.

 

As pesquisas selecionadas "podem revelar muito sobre a formação do nosso sistema solar e seu processo dinâmico", indicou a Nasa em comunicado no qual destacou que quaisquer dos projetos contribuirão para aprimorar a tecnologia para futuras missões planetárias.

 

Missões como esta "são uma grande promessa para aumentar infinitamente nosso conhecimento, estender nosso alcance no sistema solar e inspirar futuras gerações de explorações", assinalou o diretor da agência espacial americana, Charles Bolden.

 

A missão Geophysical Monitoring Station (GEMS) propõe estudar a estrutura e a composição de Marte e avançar no entendimento da evolução e da formação dos planetas.

 

Já o Titan Mare Explorer (Time) proporcionaria a primeira prospecção direta de um mar e seu entorno ambiental fora da Terra, aterrissando e flutuando no mar composto de etano e metano de Titã, uma das luas de Saturno.

 

O último projeto, intitulado Comet Hopper, teria o objetivo de estudar a evolução de um cometa aterrissando várias vezes e observando as mudanças sofridas pela interação com o sol.

 

Criado em 1992, o programa Discovery patrocina missões de custo limitado ao sistema solar centradas em alcançar objetivos científicos específicos. O programa já deu como frutos 11 missões, entre elas Messenger, Dawn, Stardust, Impacto Profundo e Genesis.

Mais conteúdo sobre:
Marte Nasa espaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.