Obama pede US$ 1,5 bi contra gripe; CDC espera mortes

Governo federal contabiliza cinco pacientes hospitalizados; Obama quer verba extra pra conter surto

Associated Press,

28 Abril 2009 | 16h44

Uma autoridade sanitária dos Estados Unidos disse que pelo menos cinco pessoas estão hospitalizadas com gripe suína nos Estados Unidos, e que é provável que ocorram mortes. A Casa Branca pediu nesta terça-feira, 28, ao Congresso US$ 1,5 bilhão para combater o surto da doença. Verba extra deve aumentar os estoques de antivirais e reforçar os trabalhos de supervisão.

 

Veja também:

linkBrasil tem 20 casos em observação de gripe suína, diz governo

blogBlog Núcleo de Saúde: respostas sobre a gripe

linkConheça as medidas anunciadas pelo mundo contra a gripe suína

linkEspecialista pede cuidado com números da gripe suína

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde

especialEntenda a doença e saiba como ela é transmitida

especialVeja como é a ação do vírus H1N1

mais imagens Galeria: Gripe Suína

 

"Eu realmente espero ver mortes causadas por essa infecção" à medida que os casos vão sendo investigados, disse Richard Besser, diretor em exercício dos Centros para Controle de Doenças (CDC) do governo federal. As internações incluem três pacientes na Califórnia e dois no Texas, segundo ele.

Besser disse que o país tem 64 casos confirmados da doença em cinco Estados, sendo 45 em Nova York, um em Ohio, dois no Kansas, seis no Texas e dez na Califórnia. Pelo menos quatro outros casos já foram informados por autoridades estaduais.

 

 

Em Nova York, o prefeito Michael Bloomberg disse que pelo menos duas pessoas - um adulto e uma criança - foram hospitalizados. Os casos não têm relação com o surto que atingiu uma escola particular no bairro de Queens. O comissário municipal de Saúde, Thomas Frieden, disse que "várias centenas" de estudantes estão doentes, com suspeita da gripe.

 

O México atribui mais de 150 mortes à gripe suína. É o único  país, até agora, a registrar óbitos causados pela doença.

 

Orçamento

 

A Casa Branca pediu nesta terça-feira, 28, ao Congresso US$ 1,5 bilhão para combater o surto de gripe suína no país, onde já há pelo menos 64 casos da doença confirmados, informou o porta-voz Robert Gibbs.

 

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez o pedido numa carta enviada aos legisladores. Nela, o governante solicita uma verba extra para aumentar os estoques de antivirais e reforçar os trabalhos de supervisão.

 

Gibbs, que leu a carta de Obama ao Congresso durante sua coletiva diária, disse que a gripe suína requer um "planejamento cauteloso", e não reações de pânico.

 

"Numa mostra de grande cautela, estou pedindo ao Congresso que inclua no (Orçamento para o) ano fiscal de 2009 uma verba extra de US$ 1,5 bilhão para reforçar a capacidade de nosso país de responder ao potencial avanço deste surto", diz a carta.

 

"Este dinheiro deveria ser disponibilizado com a máxima flexibilidade, para permitir que façamos frente a esta situação de emergência", diz Obama no pedido feito aos legisladores.

 

Com Efe

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.