1. Usuário
Assine o Estadão
assine

OMS confirma 1.350 mortes por Ebola na África ocidental

EFE

20 Agosto 2014 | 16h 47

Casos de contaminação pelo vírus aumentaram para 2.743, a maioria deles na Libéria (972) e em Serra Leoa (907)

O número de mortos por Ebola no oeste da África continua aumentando e chegou a 1.350, dos quais 106 correspondem aos dois últimos dias contabilizados, confirmou nesta quarta-feira, 20, a Organização Mundial de Saúde (OMS). Destas mortes, 95 ocorreram na Libéria, onde a situação é mais grave e se considera vital conter a propagação do vírus para controlar a epidemia, que também afeta a Guiné, Serra Leoa e, em menor medida, a Nigéria.

Os dados atualizados, segundo informação recebida pela OMS das autoridades sanitárias dos países afetados, mostram que casos de Ebola aumentaram para 2.473, dos quais 972 foram na Libéria e 907 na Serra Leoa. Nestes países, que acumulam 576 e 374 mortes, respectivamente, a transmissão do vírus é alta.

Na Guiné, com 579 pessoas infectadas, das quais 396 morreram, o ritmo de transmissão diminuiu graças ao nível de sensibilização conquistada entre a opinião pública e a soluções que a OMS considera "inovadoras". Na Nigéria, a situação é estável com 15 casos e quatro mortes.

A OMS informou que está fazendo importantes esforços de comunicação com companhias e organizações que negociam na África, pois está preocupada com a decisão de certas empresas de suspender seus serviços aos países onde há casos de Ebola.