OMS deixa a países decisão sobre validade do Tamiflu

A Agência Europeia de Medicamentos já ampliou de cinco para sete anos o prazo de armazenamento

REUTERS

18 Agosto 2009 | 09h28

Alunos voltam às aulas com 'beijos e abraços' e tranquilidadeA Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta terça-feira que cabe às autoridades nacionais decidirem se ampliam em dois anos o prazo de validade do antiviral Tamiflu, conforme recomendou o laboratório suíço Roche.  

 

 

 OMS reafirma recomendação de uso de antiviral contra H1N1

A Agência Europeia de Medicamentos já ampliou de cinco para sete anos o prazo de armazenamento desse remédio, decisão seguida em julho pela Suíça, depois que a Roche apresentou novos dados mostrando que o antiviral permanece estável após esse período.

"A opinião da OMS é de que as prorrogações do prazo de validade são uma questão para as autoridades reguladoras nacionais", disse nota divulgada pelo porta-voz da OMS Gregory Hartl.

O Tamiflu, cujo nome genérico é oseltamivir, é um dos principais medicamentos usados no combate à pandemia da gripe H1N1. Os comprimidos atualmente no mercado têm um prazo de validade de cinco anos.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

Mais conteúdo sobre:
gripe suína tamiflu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.