ONG brasileira oferece apoio odontológico a jovens pobres no México

Dentistas do Bem tem 9 mil profissionais cadastrados e já atendeu 18 mil adolescentes em vários países

Efe

16 Junho 2011 | 18h22

México - A ONG brasileira Dentistas do Bem começou a oferecer atendimento odontológico gratuito a jovens entre 11 e 17 anos no México, o que transforma este país na 11ª região ibero-americana que recebe seus serviços.

"A finalidade da minha viagem é crescer, aumentar o número de dentistas e beneficiados" no México, disse nesta quinta-feira à Agência Efe a dentista Samanta Martínez, coordenadora na América Latina das ações da organização.

O grupo é integrado por 9 mil dentistas "que atendem jovens de poucos recursos dentro de seu próprio consultório de forma gratuita e voluntária", comentou.

Os jovens são avaliados, selecionados entre o que têm menos recursos, se procura a autorização de seus pais para o tratamento e os leva a um consultório, onde recebem atendimento integral.

"Mais ou menos temos uma média de dois pacientes por dentista, que são voluntários", indicou Martínez.

"Não podemos abraçar o mundo. Os poucos pacientes que são atendidos recebem atenção integral", insistiu a dentista mexicana estabelecida no Brasil, que assinalou que em seu país já atendem cerca de 40 jovens.

A projeção é fechar o ano de 2011 "com 200" jovens atendidos pelo menos.

A ONG Dentistas do Bem (www.turmadobem.org.br) é uma organização sem fins lucrativos fundada em 2002 no Brasil pelo dentista Fábio Bibancos.

Seu propósito é tratar de mudar a percepção da sociedade em relação à saúde bucal e promover um maior acesso ao cuidado odontológico.

Atualmente conta com presença em Portugal e em boa parte da América Latina: Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, Equador Peru, Paraguai, Venezuela e México.

Na região há até agora 495 profissionais voluntários e várias centenas de jovens beneficiados, que no mundo todo chegam a 18 mil até o momento.

Mais conteúdo sobre:
odontologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.