Pandemia de gripe é moderada e sintomas são leves, diz OMS

Vírus A H1N1 continua se propagando, principalmente, entre crianças e adolescentes de 12 a 17 anos

Efe,

28 Julho 2009 | 10h12

60% dos casos de gripe no País já são de H1N1, diz Saúde

SÃO PAULO - A pandemia de gripe suína continua sendo moderada e, na grande maioria de casos, as pessoas infectadas apresentam sintomas leves e que são semelhantes aos de qualquer outro tipo de gripe, afirmou nesta terça-feira, 28, a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Veja também:

linkCidades do Grande ABC decidem manter retorno às aulas

Aphaluck Bhatiasevi, porta-voz da organização, reiterou que o vírus continua se propagando, principalmente, entre as crianças e adolescentes (predominantemente entre 12 e 17 anos).

No entanto, a média de idade aumenta consideravelmente quando se trata de doentes que desenvolvem sintomas graves e que requerem hospitalização.

Sobre o tratamento, a porta-voz disse que continua a recomendação de utilizar o antiviral Tamiflu nas pessoas com o vírus, independente do grupo de idade.Nas últimas semanas, foram notificados casos de pessoas que desenvolveram resistência a esse remédio, mas se considera que são situações isoladas.

A OMS confirmou ontem 134,503 mil casos de gripe suína no mundo, dos quais 816 morreram. Até agora, 53 pessoas morreram no Brasil por causa da doença. Com quatro novas confirmações ontem, o Estado de São Paulo contabiliza 20 mortes pela gripe suína. O Paraná também anunciou três novos óbitos.

Prevenção para a Copa

Bhatiasevi revelou também que a OMS está em conversas com o Governo da África do Sul sobre as medidas preventivas que devem ser consideradas diante da Copa do Mundo de 2010.

"Estamos analisando os planos do governo e todas as medidas para lidar com um eventual surto de gripe no Mundial", acrescentou o porta-voz.

O torneio será disputado entre junho e julho de 2010, no inverno do hemisfério sul, quando casos de gripe são mais comuns. Cerca de 450 mil pessoas são esperadas na África do Sul para o evento.

Mais conteúdo sobre:
Gripe suína OMS Copa do Mundo pandemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.