Polícia encontra mais de 300 fetos em templo de Bangcoc

Há suspeitas de que os fetos teriam vindo de clínicas clandestinas da Tailândia

BBC Brasil, BBC

17 Novembro 2010 | 08h33

A polícia da Tailândia descobriu os restos mortais de mais de 300 fetos humanos escondidos em um templo budista da capital, Bangcoc.

Há suspeitas de que os fetos - encontrados embrulhados em sacos plásticos e jornais no necrotério do templo - tenham vindo de clínicas de aborto clandestinas.

Os corpos foram descobertos depois que um dos zeladores do templo Wat Phai Ngern sentiu um forte cheiro vindo do necrotério, segundo informações do Bangkok Post.

A polícia foi então alertada e começou as investigações. Os funcionários do necrotério estariam sendo interrogados por causa da suspeita de que um deles tenha sido contratado por clínicas de aborto para manter os corpos no templo.

O aborto é ilegal no país, a não ser quando a gravidez ameaça a saúde da mãe ou é resultado de estupro.

Templos budistas na Tailândia realizam cerimônias de cremação e também mantém corpos em áreas refrigeradas. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
feto aborto templo budista bangcoc tailandia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.