Reprodução
Reprodução

Polônia fará série de homenagens a Marie Curie em 2011

Em 1911, ela se tornou a primeira mulher a ganhar um Nobel sozinha

Associated Press, AP

03 Dezembro 2010 | 16h39

A Polônia marcará o centenário do Prêmio Nobel de Química concedido a  Marie Curie com cerimônias em 2011.

 

O Parlamento polonês aprovou resolução declarando 2011 o Ano de Marie Curie. Nascida Maria Sklodowska em 1867, em Varsóvia, ela recebeu dois Prêmios Nobel - um de Física, em 1903, e um de Química, em 1911.

 

Ela foi um dos "mais notáveis cientistas de nosso tempo" e suas "descobertas fantásticas contribuíram para o desenvolvimento e o conhecimento do mundo", diz a resolução.

 

Em 1891, Maria deixou Varsóvia - que, na época, era dominada pela Rússia - para estudar an Universidade de Paris. Ela se casou com o físico francês Pierre Curie. O casal Curie dividiu o Nobel de Física de 1903 com Henri Becquerel, pela descoberta da radioatividade.

 

Em 1911, ela se tornou a primeira mulher a ganhar um Nobel sozinha, pela descoberta dos elementos polônio e rádio.

 

Após a morte de Pierre em 1906, ela assumiu seu posto como progessora de Física da Universidade de Paris, tornando-se a primeira mulher a ocupar o cargo.

 

Ela morreu em 1934, de uma doença atribuída à exposição à radiação. Foi a primeira mulher a ser sepultada no Panteão de Paris.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.