Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Saúde

Saúde » Presidente Prudente propõe multa de R$ 5 mil a quem impedir agente da dengue

Saúde

Presidente Prudente propõe multa de R$ 5 mil a quem impedir agente da dengue

Ação pede ainda que os agentes sejam autorizados a romper obstáculos para realizar as vistorias; cidade vive epidemia

0

José Maria Tomazela,
O Estado de S. Paulo

09 Março 2016 | 20h27

SOROCABA - A prefeitura de Presidente Prudente, no oeste paulista, pediu à Justiça autorização para multar em R$ 5 mil por dia o dono de imóvel que impedir o acesso dos agentes antidengue. A ação, proposta nesta quarta-feira, 9, pede ainda que os agentes sejam autorizados a romper obstáculos para realizar as vistorias, inclusive com uso de força policial. 

A cidade está em situação de epidemia de dengue, com 3.530 casos positivos e 11 mortes confirmadas este ano. Há ainda 6.480 casos com suspeita de dengue, aguardando confirmação.

O processo será analisado pela Vara da Fazenda Pública. Na terça-feira, o Ministério Público Estadual cobrou da prefeitura mais ações contra a epidemia de dengue. Para a promotoria local de Saúde do MPE, o número de mortes pode passar de vinte. 

Na terça-feira, 8, um homem de 71 anos morreu com diagnóstico de dengue em um hospital particular da cidade. Apesar da causa da morte constar no atestado de óbito, a prefeitura trata o caso como suspeito e aguarda o resultado de exames em laboratório oficial.

Zika em Taubaté. A Vigilância Epidemiológica de Taubaté, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo, investiga 18 casos de vírus zika na cidade. Destes, 11 acometem mulheres e três delas estão grávidas, mas não há indícios de microcefalia nos bebês em gestação. 

A cidade já registra um caso confirmado de febre chikungunya, além de dois suspeitos. Também foram notificados quatro pacientes com a síndrome de Guillain-Barré para pesquisa de possível associação com o vírus da zika. Dois deles residem na cidade, os outros são procedentes da região e estão internados em Taubaté. 

Conforme balanço divulgado nesta quarta-feira, 9, também foram registrados 100 novos casos de dengue desde o último dia 3, quando o município reconheceu a situação de epidemia pela doença. Este ano, foram confirmados 462 casos e outros 857 aguardam o resultado de exames. Desde a decretação da epidemia, a dengue passou a ser confirmada pelo diagnóstico clínico, sem a necessidade de exame sorológico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.