Proporção de casos autóctones de H1N1 chega a 30%

O ministro Temporão afirmou que o cenário da doença muda constantemente e exige novas medidas

Rita Cirne, da Central de Notícias,

03 Julho 2009 | 17h18

O ministro José Gomes Temporão divulgou  em entrevista coletiva, nesta sexta-feira, 3, que 19 casos novos  foram confirmados de gripe suína, elevando o total de pessoas contaminadas para  756 em todo o País. O ministro destacou que é preciso se preparar para o aumento dos casos diante do inverno. Segundo ele, o governo já constatou o aumento de casos  autóctones - contraídos dentro do Brasil - da gripe H1N1. Nas últimas três semanas, apenas  6% do total de casos confirmados eram autóctones, enquanto  que na última semana a taxa passou para 30%.

 

 

O ministro afirmou que o cenário da doença muda constantemente e exige novas medidas por parte do governo. Segundo ele, as novas recomendações do ministério são de que ao sentir os sintomas, o paciente deve procurar o atendimento médico mais próximo.

 

Dessa forma, cabe ao médico  decidir se o caso exige isolamento em casa ou se é necessário uma internação hospitalar. Se o caso for grave, a pessoa deve ser encaminhada aos hospitais de referência. "Nesse último caso, e somente neste, a confirmação deve ser feita por exames laboratoriais", disse Temporão.

 

Temporão destacou também a importância de se destinar os  62 hospitais de referência da gripe apenas para os casos realmente graves. Ele destacou que do total de casos avaliados nos últimos meses pelo Instituto Adolfo Lutz, 50% foram negativos, 24% positivas para Influenza tradicional e só 25% para o H1N1.

 

No caso da Fiocruz, até o dia 2 de julho, as 1047 amostras processadas, 50% negativas, 29% positivas para o H1N1 E 21% das gripes tradicional. 

 

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.