Receptora do 1º transplante de face dos EUA recupera olfato

A mulher, cuja identidade é mantida em sigilo, já respira pelo nariz, cheira, come alimentos sólidos

EFE,

17 Fevereiro 2009 | 16h19

A mulher que em dezembro passado recebeu um transplante facial quase completo num hospital dos Estados Unidos já recuperou o olfato e consegue comer sozinha, indicou a médica María Siemionow, que dirigiu a equipe da cirurgia.    Animação da cirurgia (Clínica Cleveland)   Segundo a CNN, no último fim de semana Siemionow esteve em Chicago (Illinois) para o encontro anual da American Association for the Advancement of Science, no qual explicou os progressos da paciente nos últimos meses.   A mulher, cuja identidade é mantida em sigilo, já respira pelo nariz, cheira, come alimentos sólidos e bebe sozinha, disse Siemionow no congresso do qual participou.   Em dezembro de 2008, a paciente foi submetida a uma cirurgia complicada que durou mais de 22 horas e foi realizada por uma equipe multidisciplinar da Cleveland Clinic, no Estado de Ohio. Na ocasião, o rosto da mulher, que havia perdido o nariz, o palato e um dos olhos, foi quase todo o reconstruído com a face de uma doadora morta.   Além de ter ganho um palato novo, a paciente recebeu um nariz com o revestimento interno necessário para respirar, a parte inferior das pálpebras, o lábio superior, pele, músculos, ossos, artérias, veias e nervos.   Segundo a médica responsável pela operação, recuperar as funções vitais é mais importante que a parte estética, embora também seja importante ter um rosto para que a pessoa se integra à sociedade.   "Acho que este procedimento está justificado porque é preciso um rosto para se enfrentar o mundo", declarou Siemionow.   O transplante facial realizado em Ohio foi o primeiro do tipo nos EUA.

Mais conteúdo sobre:
transplante face

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.