Rio confirma mais duas mortes por gripe suína

Também hoje a Secretaria da Saúde do Estado de Santa Catarina confirmou uma nova morte

FABIANA CIMIERI, Agencia Estado

17 Agosto 2009 | 18h42

Alunos voltam às aulas com 'beijos e abraços' e tranquilidadeA secretaria estadual de Saúde do Rio confirmou hoje mais duas mortes provocadas pelo vírus da gripe A (H1N1). Com as novas vítimas - uma mulher de 53 anos que fazia tratamento contra câncer de mama e um menino de 7 anos que sofria de nefropatia -, subiu para 39 o total de mortes no Estado. Ambos encaixam-se na classificação de pacientes de risco do Ministério da Saúde.

Também hoje a Secretaria da Saúde do Estado de Santa Catarina confirmou a primeira morte causada pelo vírus influenza A (H1N1), a gripe suína, no município de Lages. Com isso, sobe para nove o número de vítimas fatais da doença no Estado. O exame que confirmou o diagnóstico foi analisado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). De acordo com a secretaria, trata-se de um homem de 42 anos que começou a apresentar os sintomas no dia 22 de julho, foi internado no Hospital e Maternidade Tereza Ramos no dia 25 de julho e faleceu dois dias depois. O paciente sofria de doença metabólica crônica, cardiopatia e hipertensão.

Em São Paulo, o município de São Bernardo do Campo, no Grande ABC, confirmou hoje mais duas mortes por gripe suína, totalizando cinco óbitos pela doença na cidade, segundo a assessoria de comunicação da prefeitura. As vítimas, um homem de 50 anos e uma mulher de 25, faleceram no sábado com quadro de doença respiratória aguda grave. A mulher estava internada desde o dia 27 de julho e teve um filho uma semana antes da internação. Já o homem, que estava internado desde 20 de julho, apresentava deficiência de resposta imunológica (baixa resistência) causada pelo uso de corticoide. O diagnóstico foi confirmado pelo instituto Adolfo Lutz.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína Brasil Rio mortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.