Saúde libera R$ 4,5 milhões para tratamento de pessoas com dengue no Amazonas

Brasília - O Ministério da Saúde liberou R$ 4,5 milhões para o tratamento de vítimas da dengue no estado do Amazonas. Desse total, Manaus receberá R$ 1,7 milhão. A capital amazonense enfrenta uma epidemia e responde por mais de 65% dos casos da doença registrados no estado nos dois primeiros meses do ano.

Agência Brasil,

01 Março 2011 | 20h38

Veja também:

link Dengue: município do Paraná decreta situação de emergência

link Sorocaba-SP: casos de dengue dobram a cada semana

link Manaus enfrenta epidemia com 4 tipos de dengue, fato inédito no País

Os recursos serão usados para a compra de medicamentos, soro fisiológico, luvas e outros materiais para tratamento dos doentes. O governo federal autorizou, anteriormente, a liberação de R$ 6,6 milhões ao estado para abertura de leitos em Manaus e contratação de pessoal.

De janeiro a 25 de fevereiro, a Secretaria de Saúde do estado registrou 13.092 notificações (casos suspeitos e confirmados), sendo 8.812 em Manaus. Foram confirmadas oito mortes e 115 casos considerados graves.

Por causa do aumento de casos da doença no início de ano, nove municípios amazonenses estão em situação de emergência. São eles: Manaus, Humaitá, Nova Olinda do Norte, Barcelos, Lábrea, Tefé, Coari, Codajás e Itacoatiara.

Os quatro tipos virais de dengue circulam no Amazonas. O estado registrou dois casos de dengue 4, sorotipo que reingressou no país depois de 28 anos e provocou um surto em Roraima desde o ano passado. A maioria dos brasileiros não tem imunidade contra esse sorotipo, o que aumenta as chances de uma epidemia.

Mais conteúdo sobre:
Dengue

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.