1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Sessões de hemodiálise no SUS terão aumento de 7,5% a partir de outubro

Agência Brasil

10 Setembro 2010 | 19h 37

Cerca de 70 mil doentes renais são atendidos na rede pública; serviço é feito de 1 a 3 vezes por semana

BRASÍLIA - A partir do dia 1 º de outubro, as sessões de hemodiálise oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) vão ter seus preços reajustados em 7,5%.

O serviço, realizado de uma a três vezes por semana, vai passar de R$ 144,19 para R$ 155. No caso de sessões para pessoas portadoras de HIV, os valores subirão de R$ 213,76 para R$ 229,79.

Cerca de 70 mil doentes renais são atendidos pelo SUS. O Ministério da Saúde consultou 126 clínicas que oferecem os serviços pelo SUS (cerca de 20% da totalidade de instituições habilitadas no País) sobre o custo das sessões. De acordo com o ministério, o porcentual de aumento foi negociado com representantes da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) e da Associação Brasileira dos Centros de Diálises e Transplantes (ACDT).

O ministério anunciou que vai investir mais R$ 200 milhões nos serviços de hemodiálise, sendo R$ 122 milhões para cobrir o reajuste. O restante será usado para fiscalizar a oferta dos serviços pelas clínicas. Os recursos serão liberados por meio de uma portaria ministerial a ser publicada na próxima semana.

Com o incremento orçamentário, o setor receberá R$ 1,8 bilhão neste ano, segundo o governo federal. Até o final de 2010, deve ser concluída uma pesquisa feita pelo Ibope e pelo Hospital Oswaldo Cruz sobre os serviços de hemodiálise na rede pública de saúde do Brasil.