Sete casos de sarampo são registrados em João Pessoa

Ocorrências ainda são suspeitas e só serão confirmadas após resultado de análise da Fiocruz

Lígia Formenti, de O Estado de S.Paulo

16 Setembro 2010 | 20h44

BRASÍLIA - Sete casos de sarampo foram registrados em João Pessoa, informou o Ministério da Saúde. Embora exames laboratoriais tenham apresentado resultado positivo, os casos ainda são considerados suspeitos. Eles serão confirmados apenas após divulgação de resultado da análise de amostras enviadas à Fundação Oswaldo Cruz.

O primeiro paciente com suspeita da doença na Paraíba é um menino de 3 anos que aparentemente não foi vacinado. A partir da notificação, feita no dia 8, outras 16 pessoas que mantêm contato com o garoto foram investigadas. Do grupo, seis apresentaram testes positivos.

As contaminações registradas em João Pessoa representam o terceiro episódio de infecção por sarampo este ano no País. Em agosto, Belém registrou um caso importado da doença. Dois parentes do paciente também foram contaminados.

Semanas depois, foram registrados casos importados em Porto Alegre. De acordo com Ministério da Saúde, os casos nos três Estados não alteram a tramitação do pedido de certificação sobre eliminação do sarampo feito pelo governo brasileiro.

No Pará, testes demonstraram que a linhagem do vírus responsável pelos casos era de origem europeia. No Rio Grande do Sul, o vírus causador da infecção nos pacientes circula tradicionalmente em países africanos.

O ministério afirma que a transmissão da doença no País foi interrompida em 2000. Ainda de acordo com a pasta, a presença de casos importados é esperada pela vigilância em saúde, mesmo depois da eliminação do vírus, devido ao grande fluxo de pessoas que vêm de países onde a doença ainda existe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.