Paul White/AP
Paul White/AP

Sobe para 14 o número de isolados por suspeita de Ebola na Espanha

7 pessoas se apresentaram espontaneamente por terem mantido contato com enfermeira infectada; preocupação cresce na Europa

O Estado de S. Paulo

10 Outubro 2014 | 09h25

MADRI - Subiu para 14 o número de pessoas postas em isolamento em um hospital de Madri, na Espanha, por suspeita de Ebola. Na noite desta quinta-feira, 9, sete pessoas se apresentaram espontaneamente após declararem ter mantido contato com a enfermeira Teresa Romero, o primeiro caso de infecção fora do continente africano, cujo estado estado de saúde apresentou piora. 

Entre os sete novos isolados há dois cabeleireiros de um salão de beleza no qual Teresa esteve antes de ser diagnosticada com a doença e funcionários do hospital que trataram a enfermeira de 44 anos. O Hospital Carlos III informou que eles se apresentaram voluntariamente para serem monitorados.

Um porta-voz do hospital disse que agora são 14 pessoas na unidade de isolamento no sexto andar, incluindo o marido de Teresa e profissionais de saúde que a trataram desde que ela deu entrada na segunda-feira, 6. Ninguém teve teste positivo para a doença além da enfermeira, cujo estado de saúde foi descrito pelo hospital como grave, mas estável.

Europa. A preocupação com a propagação do vírus em toda a Europa cresceu após a Macedônia anunciar que estava examinando um homem britânico que morreu poucas horas depois de ser internado em um hospital da capital do país na quinta-feira. Já uma unidade de saúde de Praga, na República Tcheca, examina um homem de 56 anos que apresentou sintomas do Ebola./REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Espanha ebola

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.