Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Sofia volta a ser internada em UTI de hospital em Miami

Menina passou por transplante múltiplo de órgãos após família conseguir na Justiça custeio do procedimento nos EUA

O Estado de S. Paulo

06 Agosto 2015 | 14h39

A menina Sofia Gonçalves de Lacerda, de um ano e sete meses, voltou a ser internada na UTI do Jackson Memorial Hospital, em Miami, nos Estados Unidos. As informações sobre o estado de saúde da criança foram publicadas pela mãe da menina, Patrícia Lacerda, no Facebook. 

Segundo a família, Sofia estava com a respiração muito rápida e com febre, que chegou a 40ºC. A causa do mal estar é o vírus CMV, que também causa erupções na pele da criança. 

"Este vírus tem maltratado a nossa pequena, está por todo o corpo e talvez em alguns órgãos. Por isso da febre também. A maioria do transplantados pegam este vírus. Em alguns, ele se manifesta e em outros não. E resolveu se manifestar na nossa bonequinha", explicou a mãe.

De acordo com a família, a infecção é perigosa por causa da imunidade de Sofia, mas já está sendo tratada. "Não é nada fácil vê-la assim, dói muito, muito mesmo, e ela mesmo dodói manda beijos e piscadinha para todos, nos mostrando a sua força e como Deus é poderoso", disse Patrícia.

Transplante. Sofia se recupera de um transplante de cinco órgãos do aparelho digestivo, realizado no dia 10 de abril deste ano, nos Estados Unidos. Ela teve alta dois meses depois e continuou o tratamento em casa, mas voltou a ser internada após apresentar alergia.

A criança nasceu com Síndrome de Berdon, uma doença rara que impede o funcionamento do intestino. Ela precisava de um transplante de estômago, pâncreas, fígado, intestino delgado e intestino grosso para sobreviver, mas a cirurgia, na sua faixa etária, não era realizada no Brasil. 

A família mobilizou as redes sociais e foi à Justiça, conseguindo que o governo brasileiro arcasse com o tratamento no exterior. Moradora de Votorantim, interior de São Paulo, a menina está na fase pós-operatória e a previsão é de que retorne ao Brasil só em 2017.

Mais conteúdo sobre:
Bebê Sofia Síndrome de Berdon Miami

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.