Emerson Ferraz/Divulgação
Emerson Ferraz/Divulgação

Surto de febre amarela faz governo mudar critério para doação de sangue

Vacinados devem esperar quatro semanas e infectados pelo vírus serão considerados inaptos para doação por seis meses

O Estado de S. Paulo

03 Março 2017 | 00h00

Quem tiver sido vacinado para febre amarela deve esperar quatro semanas, a partir da vacinação, para doar sangue. A recomendação foi divulgada nesta quinta-feira, 2, pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Já os candidatos infectados pelo vírus serão considerados inaptos para doação por seis meses. 

 

 

Segundo a pasta, não há informação científica disponível suficiente sobre o tempo de inaptidão após a infecção. Os potenciais doadores de órgãos infectados pelo vírus deverão ser considerados inaptos por 30 dias após recuperação clínica completa. No caso de eventuais doadores de tecidos, a “quarentena” é de seis meses. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.