Telescópio faz imagens em alta resolução de 'jatos de gás' do Sol

Espículas têm cerca de 500 km de diâmetro e se movimentam a cerca de 20 km/s.

BBC Brasil, BBC

05 Novembro 2010 | 07h39

 

Imagens do Sol feitas de um telescópio americano mostram espículas - jatos dinâmicos de gás que se projetam da superfície da estrela - em alta resolução.

As imagens foram captadas em 3 de agosto deste ano pelo telescópio solar Dunn, que fica no Observatório Solar Nacional dos Estados Unidos, na cidade de Sunspot (Novo México).

Além das espículas, as imagens mostram uma gama variada de estruturas presentes na cromosfera, como manchas solares, superpenumbras, plages ("praia", em francês, ou áreas claras que ficam próximas das manchas solares) e filamentos.

Uma erupção também pode ser vista na fotografia, ao lado de uma mancha solar - que possui o formato de um grande círculo escuro.

As imagens cobrem uma área de cerca de 29 bilhões de quilômetros quadrados - equivalente a menos de 1% da superfície do Sol.

As espículas estão presentes na camada do Sol que é conhecida como cromosfera. Elas funcionam como espécies de "tubos" por onde passa o gás.

Os jatos, que duram entre 5 e 10 minutos, têm cerca de 500 km de diâmetro e se movimentam a uma velocidade de 20 km/s. As espículas atingem entre 3 km e 8 km de comprimento.

O Sol tem entre 60 mil e 70 mil espículas em movimento ao mesmo tempo. Ainda existem divergências sobre o que gera este fenômeno solar.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.
Mais conteúdo sobre:
sol astrofísica espículas telescópio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.