SERGIO CASTRO/ESTADÃO
SERGIO CASTRO/ESTADÃO

Temer assina prorrogação por mais três anos do programa Mais Médicos

Segundo o Ministério da Saúde, a medida permitirá que sete mil profissionais (a maioria cubanos) permaneçam no Brasil

Carla Araújo, O Estado de S. Paulo

12 Setembro 2016 | 20h07

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer assinou na noite desta segunda-feira, 12, a prorrogação, por mais três anos, do Programa Mais Médicos, que permite que tanto profissionais estrangeiros quanto brasileiros formados no exterior atuem como médicos sem diploma revalidado no País. 

A Lei nº 12.871, de 22 de outubro de 2013, que criou o programa ainda durante o mandato da ex-presidente Dilma Rousseff previa, no artigo 16, um prazo de dispensa que agora foi prorrogado. Os prazos acabariam em outubro de 2016. A lei entra em vigor nesta segunda. 

No último dia 24, o Senado Federal havia aprovado em votação simbólica, a medida provisória (MP) que prorrogava por mais três anos o programa. A proposta, editada por Dilma, também prorroga por três anos o visto temporário concedido aos médicos intercambistas estrangeiros inscritos no programa.

Segundo o Ministério da Saúde, a medida permitirá que sete mil profissionais (a maioria cubanos) permaneçam no Brasil. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.