UTMB/Divulgação
UTMB/Divulgação

Texas tem 1ª morte provocada pelo vírus zika

Vítima foi uma criança que havia sido diagnosticada com microcefalia; mãe contraiu doença em viagem pela América Latina

O Estado de S.Paulo

09 Agosto 2016 | 20h23

TEXAS - Autoridades de saúde do Texas registraram ontem a primeira morte relacionada ao vírus da zika, após uma criança que morreu recentemente no Condado de Harris ter sido diagnosticada com microcefalia, problema congênito que é um dos principais sintomas da doença.

Segundo funcionários do serviço de saúde estadual, a mãe do bebê contraiu a doença enquanto viajava grávida pela América Latina, o que fez a criança adoecer. Testes confirmaram que o quadro do bebê estava relacionado à zika.

O Texas já registrou pelo menos 97 casos de doença relacionada ao vírus da zika, entre eles de duas crianças com microcefalia no Condado de Harris, uma populosa área que abrange Houston. Todos os casos do Texas envolveram viagens para regiões do exterior que concentram a doença e nenhuma foi transmitida por mosquitos dentro do Estado.

Na semana passada, o Texas anunciou que fornecerá repelentes para grávidas e para mulheres e crianças de 10 a 45 anos. Também na semana passada, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) informou que há cerca de 1.825 casos de zika nos Estados Unidos, quase todos relacionados a infecções contraídas fora daquele país.

Miami. Desde o dia 1.º deste mês, o CDC já confirmou 14 casos de transmissão local do vírus da zika em Miami, na Flórida. Os registros se concentram no bairro de Wynwood, e o órgão aconselhou que grávidas evitem o local e mulheres que visitaram a região a partir do dia 15 de junho evitem engravidar por pelo menos oito semanas. /DOW JONES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.