Um quarto diz que já dirigiu sob efeito do álcool, mostra pesquisa da Unifesp

Índice é muito maior entre os homens (34,9%) do que entre as mulheres (3,8%)

Fabiana Cambricoli e Marina Azaredo, O Estado de S. Paulo

26 Março 2014 | 22h08

SÃO PAULO - Um quarto dos jovens brasileiros diz já ter dirigido alcoolizado, segundo o estudo da Unifesp. O índice é muito maior entre os homens (34,9%) do que entre as mulheres (3,8%). No entanto, um quarto das entrevistadas diz já ter sido passageiro de um carro no qual o motorista havia bebido. "As meninas acabam se submetendo a uma situação de risco mesmo sem dirigir", diz a pesquisadora Ilana Pinsky.

O número difere entre as regiões do País. O Centro-Oeste tem o maior índice de jovens que pegam o carro bêbados: 45%. No Sudeste, o índice é um pouco menor do que a média nacional: 19% contra 26%.

O estudante de Jornalismo Frederico Maróstica, de 21 anos, diz dirigir alcoolizado quando volta de baladas. "Moro em Campinas e lá o transporte é ruim, não tem alternativa. Tenho medo de blitz, mas dirijo devagar."

O estudo revela ainda que metade dos jovens entre 14 e 25 anos consome bebida alcoólica e um terço dos que fazem uso do álcool bebe de forma abusiva pelo menos uma vez por semana. A ingestão é considerada exagerada pelos pesquisadores quando a pessoa consome quatro ou cinco doses em um período de duas horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.