Um terço dos paulistas espera mais de seis meses por atendimento no SUS, diz pesquisa

Levantamento encomendado por associações médicas mostra ainda que maioria dá nota baixa para saúde no Brasil

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

12 Agosto 2014 | 11h30

SÃO PAULO - Três em cada dez paulistas que aguardam atendimento na rede pública estão há mais de seis meses na fila de espera, segundo pesquisa Datafolha encomendada pela Associação Paulista de Medicina (APM) e pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgada nesta terça-feira, 12.

Levantamento feito com 812 moradores do Estado de São Paulo mostra que 37% dos entrevistados aguardam por uma consulta, exame ou cirurgia no Sistema Único de Saúde (SUS). Desses, 30% esperam há mais de seis meses, dos quais metade já está na fila há mais de um ano.

O tempo de espera por atendimento foi o item que recebeu a pior nota dos usuários entre nove aspectos avaliados. Seis em cada dez entrevistados (61%) deram notas entre 0 e 4 para o item.

O serviço da rede pública melhor avaliado foi a acesso gratuito a medicamentos. Apenas 27% dos entrevistados deram nota inferior a 4, enquanto 31% disse que o serviço merece nota de 8 a 10.

A pesquisa também mostra que os paulistas avaliam mal a saúde no Brasil. Quase um terço dos entrevistados deram nota zero para o tema.

Mais conteúdo sobre:
SUS APM CFM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.