Vacina contra malária no Brasil começa a ser testada em humanos em 2013

Em 2011, o número de casos da doença no País chegou a 263 mil, concentrando-se nos Estados do Norte, além de Maranhão e Mato Grosso

EFE

23 Setembro 2012 | 16h30

São Paulo, 23 set (EFE) - O Instituto Oswaldo Cruz (IOC), vinculado ao Ministério da Saúde, iniciou ensaios pré-clínicos de uma vacina contra malária em animais e prevê efetuar os testes clínicos em voluntários a partir de 2013, informou neste domingo uma fonte oficial.

O chefe do laboratório de pesquisa de malária do instituto, Claudio Tadeu Daniel Ribeiro, citado pela Agência Brasil, explicou que o alvo é conseguir uma vacina que proteja contra a malária e a febre amarela.

A maioria dos casos de malária no Brasil, cerca de 99%, se concentra na Amazônia Legal, uma área de 5 milhões de km² distribuídos entre os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Maranhão e 0,8% de Goiás.

No ano passado, o número de casos de malária no Brasil chegou a 263 mil, inferior ao registrado em 2010, quando a doença atingiu 320 mil pessoas.

"Na Amazônia, não é o mosquito o que invade os lares, é o homem o que invade a casa do mosquito", disse o especialista, que descartou a possibilidade de eliminar os mosquitos em áreas florestais.

Mais conteúdo sobre:
malária doenças saúde vacina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.