Vida útil da Estação Espacial Internacional é prorrogada até 2020

A ISS opera desde 20 de novembro de 1998, quando foi posto em órbita o primeiro módulo russo

Efe

24 Maio 2011 | 09h00

 

MOSCOU - Os participantes do programa de criação da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) aprovaram a prorrogação do prazo de sua vida útil, anunciou nesta terça-feira o chefe do programa de voos tripulados da Roscosmos, Alexei Krasnov.

 

Veja também:

especialTudo sobre a Estação Espacial Internacional

video  Faça um tour pela ISS

blog ISS em 3D

blog Os astronautas da ISS no Twitter

 

"A operação da ISS foi prorrogada até 2020 e serão destinados fundos para que continue seu funcionamento", disse Krasnov em entrevista coletiva. O russo ressaltou que apesar de o prazo de operação da ISS estar para vencer em 2016, não é preciso elaborar acordos adicionais para prorrogá-lo.

 

A ISS opera desde 20 de novembro de 1998, quando foi posto em órbita o primeiro módulo russo, chamado "Zaryá". Participam do projeto, que ao todo abrigou 27 missões, Estados Unidos e Rússia, como parceiros principais, assim como Canadá, Japão e os países da União Europeia. Mais tarde se uniram Brasil e Ucrânia, como colaboradores.

Mais conteúdo sobre:
ISS Nasa espaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.