REUTERS/CDC/Cynthia Goldsmith
REUTERS/CDC/Cynthia Goldsmith

Zika pode ser transmitida por via oral entre macacos, diz estudo

Pesquisa cujos resultados foram publicados na revista Nature oferece pistas sobre o funcionamento do vírus e como pode se propagar entre populações humanas

O Estado de S.Paulo

01 Agosto 2017 | 17h08

Cientistas dos Estados Unidos observaram que o vírus da zika pode ser passado via oral entre primatas, ainda que o risco de transmissão por meio da saliva seja baixo, revelou um estudo publicado nesta terça-feira, 1º, na revista Nature.

A pesquisa, coordenada pela Universidade de Wisconsin, deu novas pistas sobre o funcionamento deste vírus e como pode se propagar entre populações humanas.

"O vírus da zika está presente na urina, na saliva, nas lágrimas e no leite materno, mas o risco de transmissão envolvendo estes fluidos corporais, atualmente, é desconhecido. Aqui, avaliamos o risco de transmissão da zika através do contato de mucosas em macacos rhesus", explicaram os autores no documento.

Ainda que seja transmitido principalmente por meio da picada de mosquito e por contato sexual, existe pelo menos um caso de "contágio não sexual" entre humanos ocorrido em um hospital, lembrou o estudo.

O especialista à frente da investigação, Thomas Friedrich, e membros da Universidade de Wisconsin suspeitavam que algum dos fluidos corporais poderia ser o culpado pela infecção e calcularam o risco de transmissão via oral em macacos por meio da saliva.

Para o estudo, os cientistas administraram uma dose alta do vírus nas amígdalas de três rhesus e constataram que dois dias depois todos os animais estavam infectados. Eles também confirmaram que os níveis do vírus no sangue e na urina eram semelhantes aos observados em animais infectados com uma injeção subcutânea, o que sugere que a transmissão via oral é possível.

Outros três macacos inoculados de maneira subcutânea com o zika atuaram como doadores de saliva para analisar o risco de transmissão através do contato com secreção oral de indivíduos infectados. Depois, foi observado que sete primatas saudáveis expostos repetidamente a essa saliva pelos olhos, amígdalas e cavidades nasais não contraíram o vírus.

"Os nossos resultados sugerem que existe um risco de transmissão do vírus da zika por mucosas, mas que o perigo é baixo", afirmaram os especialistas, que reconheceram a necessidade de mais estudo para conhecer detalhadamente os mecanismos de transmissão. /EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.