Orgânicos e a Copa de 2014

Setor de orgânicos quer aproveitar a Copa do Mundo no Brasil, em 2014, para ampliar consumo.

Estadão

09 Setembro 2010 | 17h11

A Organics Brasil, consórcio de exportadores de orgânicos processados, pretende aproveitar a Copa do Mundo de 2014, sediada pelo Brasil, para aumentar em pelo menos 5% o consumo de alimentos orgânicos no País, informou o coordenador executivo, Ming Liu. “Se os restaurantes e hotéis adicionarem ao menos um item orgânico em seus menus já teremos um grande aumento da demanda”, diz ele, acrescentando que a ideia é, após a Copa, manter esse crescimento e até ampliar o hábito de consumo de alimentos orgânicos no País. Várias estratégias estão sendo montadas para atingir esse objetivo, inclusive com o apoio do governo federal. “Precisaremos, porém, atuar em várias esferas, passando pelos governos federal, estadual e municipais para garantir a estratégia de abastecimento e distribuição de orgânicos nas cidades-sede da Copa do Mundo.” Para tanto, um plano estratégico já foi entregue pela Organics Brasil ao governo federal. “Como estamos numa fase de eleições e mudança de governo, porém, creio que o plano será efetivado só a partir do ano que vem”, finaliza.

Mais conteúdo sobre:

consumoCopa do Mundo