Os números da produção certificada

Estadão

31 Janeiro 2011 | 08h00

Produtos com certificação. Organics Brasil tem os números da exportação. Foto de Leonardo Soares/AE

O mais recente levantamento feito entre 5 certificadoras que atuam no Brasil e aptas a credenciar produtos orgânicos para exportação dá conta que há 331.637,64 hectares certificados para produção (atividades agropastoris) e 6.560.001,75 hectares certificados para o extrativismo. Há um total de 7.721 produtores envolvidos na produção orgânica para exportação e um total de 5,2 milhões de toneladas de produtos.
A Organics Brasil, responsável pelo estudo, consultou as seguintes certificadoras: IBD, Ecocert, OIA, DCS e IMO. Embora parciais, já que reúnem apenas as cinco certificadoras que atuam no Brasil e são credenciadas para exportar produtos orgânicos, já se tratam de alguns números confiáveis num setor absolutamente carente deles.
Segundo o coordenador-executivo da Organics Brasil, Ming Liu, a Lei dos Orgânicos, que passou a vigorar em 1º de janeiro deste ano, é o principal passo para “arrumar a casa” e obter números confiáveis da produção orgânica brasileira, “já que toda a produção e certificação de produtos orgânicos terá de passar por certificadoras credenciadas e registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Mapa”, diz. A partir daí, poderão ser feitas estatísticas reais do setor de orgânicos no Brasil. Atualmente, apenas Ecocert, IBD e Tecpar já obtiveram credenciamento no Mapa para certificar orgânicos no Brasil, mas a expectativa é que ao longo do ano, quando a lei começar a “pegar”, outras certificadoras atuantes no mercado se credenciem.