Divulgação
Divulgação

1,6 milhão de brasileiros deixam de ter plano de saúde em um ano

Em maio de 2015, havia 50.183.430 beneficiários, contra 48.623.463 no mesmo mês deste ano, segundo a ANS

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

14 Junho 2016 | 13h15

RIO - Em um ano, 1,6 milhão de brasileiros deixaram de ter plano de saúde. Em maio de 2015, havia 50.183.430 beneficiários de planos de assistência médica. No mês passado, esse número caiu para 48.623.463 - redução de 3,1%. Os dados estão disponíveis na Sala de Situação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Em relação a abril de 2016, os planos de saúde permaneceram praticamente estáveis em maio, com perda de 30.783 beneficiários (0,06%). A ANS ressalta que houve aumento de beneficiários nos planos coletivos empresariais  - o número passou de 32.269.736, em abril, para 32.275.710, no mês passado.

Entre abril e maio deste ano, Bradesco Saúde S.A teve variação de 0,37%; Amil, de 0,47%; Hap Vida, de 0,79%; Sul America, de 0,50%; e Notre Dame, de 0,21%. Já a Porto Seguro teve uma retração de 2,19%.

Odontologia. Nesse período, os planos exclusivamente odontológicos tiveram crescimento de 0,82% - passaram de 21.749.012, em abril, para 21.926.664, em maio. O aumento de beneficiários se deu em todos os seguimentos (planos individuais, coletivos empresariais e coletivos por adesão).

A Odontoprev S.A, com 6,3 milhões de beneficiários, teve uma queda de 0,27% entre abril e maio de 2016. Amil cresceu 2,38%; Hap Vida, 3,9%; Interodonto, 0,35%; Sul América, 5,02%, e Porto Seguro S.A, 2,11%.

Mais conteúdo sobre:
ANSAmilAmericaPorto Seguro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.