Arquivo/AE
Arquivo/AE

15 mitos e verdades sobre as dietas

Fique atento e não se deixe enganar por dicas 'furadas' na hora de tentar emagrecer

Nina Martinez, Estadão.com.br,

11 de fevereiro de 2012 | 09h08

Comer carboidratos à noite engorda?  

Em termos. O excesso de carboidratos acumula gordura a qualquer hora do dia. No período noturno, porém, o ritmo do nosso metabolismo fica mais lento, assim como o gasto energético, então as chances de ganhar peso serão maiores se houver exagero. O ideal é ingerir carboidrato em porções menores, mais ou menos a metade do consumido no almoço. Vale lembrar que os carboidratos estão presentes na maioria dos pratos rápidos, como lanches e biscoitos.

Malhar agasalhado, para suar mais, ajuda a perder peso?

Mito. Quando você encharca a camiseta na esteira, você está perdendo água - e não gordura. Daí a necessidade de prestar atenção à hidratação, pois há risco de alterações de pressão e até desmaios. Na hora de malhar, use roupas leves, de preferência feitas com material apropriado, como dry fit, que permite a troca de calor pelos furinhos do tecido.


Produtos com ingredientes chamados termogênicos, como o guaraná e a cafeína, realmente aceleram a queima de calorias?

Verdade. Quando utilizados de forma contínua, os termogênicos apressam o metabolismo do corpo e incentivam a perda de calorias, daí a fama de 'queimadores de gordura'. No entanto, não devem ser consumidos sem recomendação de um especialista. Pessoas que sofrem de hipertensão, diabetes ou doenças cardíacas precisam tomar ainda mais cuidado e só fazer uso de termogênicos com prescrição médica.

Beber água durante as refeições engorda?

Mito. A ingestão de líquidos durante as refeições pode atrapalhar o processo digestivo, especialmente em grandes quantidades, mas não facilita o ganho de peso. O indicado é beber um copo de até 200 ml junto com a comida, e de preferência água, para não ficar com aquele sensação de 'estufado'.

Tomar muita cerveja e chope ajuda a criar barriga?

Verdade. Bebidas fermentadas como cerveja e chope podem causar inchaço abdominal quando consumidas em excesso. Além disso, o álcool contém 7 kcal por grama, ou seja, beber muito significa ganho de calorias. Pensando que um copo de cerveja tem, em média, 90 kcal e uma tulipa de chope de 100 a  120 kcal, é preciso adotar a moderação para não passar do ponto. Outra dica é intercalar a bebida com água, que ainda ajuda a evitar a ressaca.

Os homens emagrecem mais rápido do que as mulheres?

Em termos. A estrutura corporal de homens e mulheres é diferente: enquanto eles têm uma proporção maior de massa magra, elas apresentam mais gordura por ser um tecido de defesa importante no período gestacional. Eles ainda saem em vantagem porque o metabolismo masculino é um pouco mais ativo. As mulheres ainda contam com questões hormonais que podem dificultar a perda de peso. Por outro lado, tudo vai depender da genética de cada um e dos hábitos alimentares e estilo de vida - que justificam os casos contrários.

Passar longos períodos em jejum ajuda a emagrecer?

Muito pelo contrário. Ao ficar sem comer por muito tempo, o corpo entende que é preciso estocar energia e formar reservas de gordura. Para emagrecer, deve-se fazer exatamente o contrário: comer em pequenos volumes, num intervalo de 3 em 3 horas. Dessa forma, o metabolismo fica ativo e gasta mais energia durante os processos vitais - batimento cardíaco, circulação sanguínea e respiração.

Comer na frente da TV ou do computador engorda?

Verdade. Quando o foco na hora da refeição não está no prato, há grande chance de comer muito mais do que o necessário. O incentivo a degustar guloseimas também é grande. Além disso, ficar parado por muito tempo deixa o metabolismo mais lento e propício a armazenar gorduras.

Vou emagrecer cortando radicalmente qualquer alimento com carboidrato?

Mito. Todos os nutrientes são necessários e devem fazer parte de um cardápio saudável. Carboidratos, por exemplo, garantem energia necessária para o funcionamento adequado do cérebro. Na sua ausência, as proteínas têm de trabalhar dobrado e atrasam sua principal função, que é proteger a manutenção da massa muscular. Para quem está de dieta, é recomendável consumir carboidratos complexos, presentes nos alimentos integrais, porque são digeridos mais lentamente e garantem uma saciedade prolongada.

 

Alimentação depois das 20h pode ajudar a engordar?

Em termos. Não existe uma hora exata para deixar de se alimentar, pois cada pessoa tem um organismo diferente. No entanto, como o processo metabólico diminui à medida que o dia vai terminando, a velocidade da nossa digestão fica reduzida e facilita o acúmulo de gorduras. Não é regra, mas o ideal é fazer a última grande refeição até esse horário e depois - se houver fome - consumir apenas alimentos mais leves, como saladas, sucos e chás.

Tomar água com limão pela manhã, em jejum, ajuda a emagrecer?

Mito. Não existem evidências científicas de que isso seja eficaz na perda de peso. Na verdade, a mistura de água e limão pode até inibir um pouco o apetite, mas não é a melhor opção.

Fazer refeições menores (umas 5, 6) é melhor do que apenas 3 grandes?

Verdade. Para que o organismo fique saciado e a digestão seja rápida, é recomendado fracionar a alimentação e reduzir os volumes dos pratos. Essa dieta regula os gastos energéticos do corpo e auxilia no emagrecimento. Vale lembrar que essa rotina também impede que a pessoa queira 'beliscar' alguma coisa entre uma refeição e outra.

 

Emagrecer pouco por semana é sinal de que a dieta está errada?

Mito. Cada pessoa tem um ritmo de emagrecimento e deve respeitar o próprio corpo. Não adianta perder peso muito rápido e depois não conseguir manter a forma. O mais saudável é planejar uma dieta em que a gordura vai sendo eliminada gradativamente, garantindo a massa magra e a hidratação do corpo.  

Para emagrecer, além de cortar o açúcar deve-se reduzir o sal?

Verdade. O excesso de sal contribui para a retenção de líquidos e ainda pode aumentar a pressão arterial, enquanto muito açúcar ocasiona acúmulo de calorias e também pode levar ao desenvolvimento de diabetes. É recomendável usá-los em pouca quantidade e, quando possível, substituí-los por adoçantes ou molhos light. Procure não utilizar produtos industrializados, como os temperos prontos, que contêm muito sódio.

A melhor dieta é aquela só com legumes e sem carnes?

Mito. As carnes são fonte de proteína animal e auxiliam na manutenção da massa muscular. Como exigem uma digestão maior, elas também geram saciedade. A melhor opção na hora da dieta é preferir as carnes magras, com menos gorduras saturadas, e prepará-las assadas, cozidas ou ensopadas. Evite comê-las fritas.

 

 

Fontes:

Priscila Rosa, nutricionista da Equilibrium Consultoria

Mariana Del Bosco, nutricionista e membro do Departamento de Nutrição da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da. Síndrome Metabólica (Abeso)

Cláudia Cozer, endocrinologista atuante na diretoria da Abeso

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.