17 mexicanos estão em quarentena na China e Cingapura

Governo do México pede que embaixadores insistam 'no respeito irrestrito aos direitos' de seus cidadãos

Efe,

08 Maio 2009 | 05h36

A Secretaria de Relações Exteriores (SRE) do México anunciou na quinta-feira, 7, que tem registrados os casos de 17 de seus cidadãos "que estão em quarentena" na China e Cingapura por temor ao contágio da gripe suína, ao exigir desses países que respeitem os direitos dessas pessoas.

 

Veja também:

somOuça o anúncio do ministro, no Território Eldorado

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

 

A Chancelaria disse em comunicado que instruiu seus embaixadores na China e Cingapura para que insistam, através dos canais diplomáticos, "no respeito irrestrito aos direitos" dos mexicanos.

 

Acrescentou que, perante essa situação, mantém um alerta "recomendando aos mexicanos que tenham planejado visitar tais países para adiar ou cancelar sua viagem".

 

Também recomenda a quem já está nesses países a entrar em contato com as respectivas embaixadas ou consulados do México, especialmente a "quem forem aplicadas medidas de quarentena ou confinamento".

 

Na quarta-feira chegou ao país um avião fretado pelo governo com mais de uma centena de mexicanos, vários dos quais foram postos em quarentena pelas autoridades chinesas sem que apresentassem sintomas de haver contraído a gripe suína.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína influenza A(H1N1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.