75% das idosas com Aids foram infectadas por seus maridos

A infidelidade levou o HIV para dentro do casamento; 75% das mulheres pegaram a doença do marido

Carolina Freitas, da Agência Estado,

17 de março de 2008 | 21h00

Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo mostra que 80% dos homens com mais de 60 anos de idade contraíram a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (aids) em relacionamentos extraconjugais. A infidelidade ajudou a empurrar o HIV para dentro do casamento, infectando também as esposas. A pesquisa, feita com um grupo de cem pacientes do Ambulatório de Aids do Idoso do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, mostra que 75% das mulheres pegaram a doença do marido. Colaboram para o alto percentual de contágios dentro do casamento na terceira idade a retomada das atividades profissionais, sociais e sexuais dos idosos. Some-se a isso remédios contra a impotência, falta de informação sobre como prevenir doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e preconceito. "O idoso faz sexo", afirma o médico Jean Gorinchteyn, coordenador do ambulatório do Emílio Ribas. "É no 'inofensivo' baile da terceira idade que eles estão se infectando, portanto as campanhas de prevenção precisam mirar nesse público também." Segundo Gorinchteyn, os idosos associam o uso da camisinha à prevenção apenas da gravidez. "Como isso não é mais preocupação, eles deixam o preservativo de lado", diz. "Além de faltar conhecimento, eles, muitas vezes, ignoram o risco de contrair HIV." Existe ainda uma visão de que é possível prever, pela aparência, quem tem a doença. "Quem vê cara não vê aids", alerta o médico. Para a ginecologista Carolina Ambrogini, do Ambulatório do Climatério da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), os homens idosos temem perder a ereção ao usar camisinha, enquanto as mulheres sentem vergonha de pedir o uso ao parceiro. "Não fez parte da criação deles. Eles se sentem imunes ao risco", afirma Carolina. "Se já é difícil conscientizar o adolescente, que cresceu ouvindo que deve usar camisinha, imagine a terceira idade." Efeito Viagra Falta informação, mas sobram alternativas para combater a impotência sexual. Remédios, como o popular Viagra, aumentam a possibilidade de sexo na terceira idade, principalmente para os homens. "Os medicamentos encorajam os idosos a terem mais relações", afirma Gorinchteyn. "Quanto mais relações desprotegidas, maior a chance de se contaminar." Para o médico, a vinculação, apesar de indireta, merece atenção. "Se usar Viagra e preservativo, não tem problema nenhum, mas se dissociar um do outro, a chance de se infectar é muito maior." Na mesma idade em que os homens recuperam o vigor para o sexo com auxílio da indústria farmacêutica, as mulheres sofrem com os efeitos da menopausa. Segundo Carolina, da Unifesp, pode haver um descompasso de desejos sexuais entre marido e mulher. "Por questões hormonais, muitas mulheres sentem menos vontade de fazer sexo na menopausa", diz. "Isso torna menos freqüentes as relações sexuais com o marido, o que pode servir de motivo para a infidelidade masculina." Gorinchteyn observa o fenômeno no ambulatório do Emílio Ribas. "Os homens não são tão impactados pela idade e continuam com desejo sexual", diz. "Se não encontram no ambiente doméstico, procuram uma parceira na rua." Segundo o médico, homens com mais de 60 anos relatam estar há até dez anos sem sexo em casa, mas transam uma ou duas vezes por mês fora do casamento. "As relações extraconjugais são desprotegidas", diz o médico. "Quando eles, eventualmente, fazem sexo com as esposas, as contagiam com o HIV." Dobram casos de HIV entre idosos Em dez anos (de 1996 a 2006), dobrou a incidência de aids entre pessoas com mais de 60 anos. Segundo dados do Programa Nacional de DST e aids, do Ministério da Saúde, passou de 441 para 1.113 o número de idosos infectados a cada ano - um aumento de 152%. Em 2007, já havia 11.110 idosos soropositivos. Entre as mulheres da faixa etária, os casos registrados a cada ano quase quadruplicaram (289%) no período, pulando de 114 para 444. Hoje já são 3.702 idosas infectadas. As ocorrências entre os homens aumentaram 105%, de 327 para 669, em um total de 7.408 casos.

Tudo o que sabemos sobre:
aidsterceira idade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.