Acadêmico nascido na Venezuela é nomeado presidente do MIT

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês) nomeou Rafael Reif, um engenheiro elétrico nascido na Venezuela a reitor da universidade desde 2005, como seu 17o presidente, na quarta-feira.

REUTERS

17 de maio de 2012 | 09h35

Reif, de 61 anos, substitui Susan Hockfield, a primeira mulher presidente do MIT, que anunciou em meados de fevereiro que estava deixando o cargo após quase oito anos comandando uma das universidades de mais prestígio no mundo.

Reif vai tomar posse como novo presidente da universidade em Cambridge, Massachusetts, em 2 de julho. Ele será o primeiro presidente do MIT que não tem o inglês como idioma nativo.

Em seu papel como reitor, a mais alta autoridade acadêmica na universidade, Reif ajudou a criar e implementar uma estratégia que permitiu ao MIT superar a crise financeira global, apesar de um grande declínio em seus investimentos, e impulsionou o crescimento da universidade no exterior, desde Abu Dhabi até à Rússia.

Ele também liderou o desenvolvimento de MITx, iniciativa da universidade no ensino on-line, e aumentou os esforços para ampliar a diversidade entre os docentes da universidade.

Reif graduou-se em engenharia na Universidade de Carabobo, na Venezuela, em 1973. Ele completou mestrado e doutorado em engenharia elétrica pela Universidade de Stanford, na Califórnia, e foi para o MIT em 1980.

Ele é um antigo defensor do trabalho da universidade em micro e nanotecnologia. Ele detém 15 patentes, ganhou diversos prêmios de ensino e supervisionou 38 teses de doutorado.

(Reportagem de Ros Krasny)

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIAMITREIF*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.