Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Adolescente morre com diagnóstico de dengue em Marília

Com essa, já são três as mortes por suspeita da doença na cidade - em todo o Estado de São Paulo já são 17 casos

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

18 Fevereiro 2015 | 21h26

SOROCABA - Um adolescente de 14 anos morreu na terça-feira, 17, trinta horas depois de apresentar sintomas da dengue, em Marília, no centro-oeste do Estado de São Paulo. Ele estava internado na Santa Casa da cidade e a causa da morte, dengue D, do tipo hemorrágico, consta do atestado de óbito. A Secretaria de Saúde do município, no entanto, aguarda os exames do Instituto Adolfo Lutz para a confirmação da causa da morte. A prefeitura lamentou o óbito.

Com essa, já são três as mortes por suspeita de dengue na cidade - no Estado todo já são 17 casos. A cidade já tem 1.827 casos da doença e está em situação de emergência. Na região, outro caso de dengue hemorrágica foi registrado em Lins - a vítima, do sexo masculino, tinha 44 anos.

Em Sorocaba, a Secretaria de Saúde confirmou a primeira morte por dengue. Outros quatro óbitos em que os pacientes tinham sintomas da doença continuam sob investigação. Em dois casos, a sorologia foi positiva. No caso confirmado, a vítima foi uma mulher de 57 anos. Os casos de dengue saltaram de 1.476 para 2.424 em uma semana.

Mais conteúdo sobre:
MaríliadengueSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.